Museu bombardeado

No dia 25 de janeiro de 2011, começaram os megaprotestos na praça Tahrir, no Cairo, que 18 dias depois conseguiram o objetivo de tirar do poder Hosni Mubarak e o regime militar de mais de 40 anos.

No dia 25 de janeiro de 2014, o país é governado novamente pelos militares. A relação entre passado e presente, no Egito, não é mesmo fácil de entender.

Por exemplo, em julho de 2013, andava eu pelo centro do Cairo a caminho do Museu de Arte Islâmica.

Na última sexta-feira, véspera das comemorações de 25/01, uma bomba explodiu bem em frente ao Museu, matando quatro pessoas e ferindo mais de 70.

O alvo era a Diretoria-Geral de Segurança do Cairo, mas boa parte do Museu ficou destruída. Em pensar que outro dia estava ali.

O Museu de Arte Islâmica do Cairo, ao contrário do Museu do Cairo, é novo, moderno e muito bonito por dentro. Ocupa o prédio onde está hoje desde 1903 e, em 2010, foi reaberto depois de oito anos de reformas.

Atentados no Cairo não são novidade, mas, pela primeira vez, identifiquei nas fotos dos jornais a destruição de um lugar que gostei muito de conhecer. Isso além da estranha sensação de ter corrido perigo, embora tais ataques não fossem assim frequentes na época em que visitei o país.

Entrada do Museu de Arte Islâmica do Cairo (Carolina Linhares)

Frente do Museu de Arte Islâmica do Cairo (Carolina Linhares)

Frente do Museu após a explosão (Amr Abdallah Dalsh/Reuters)

Frente do Museu após a explosão (Amr Abdallah Dalsh/Reuters)

Prédio do Museu de Arte Islâmica do Cairo (Carolina Linhares)

Prédio do Museu de Arte Islâmica do Cairo (Carolina Linhares)

Frente do Museu após a explosão (AFP)

Museu após a explosão (AFP)

Museu de Arte Islâmica do Cairo (Abdullah Ferdinando e Ottaviano Quintavalle. Mais fotos em http://museumreportage.goppion.com/)

Museu de Arte Islâmica do Cairo (Abdullah Ferdinando e Ottaviano Quintavalle. Mais fotos em http://museumreportage.goppion.com/)

Local da explosão em frente ao prédio da Diretoria-Geral de Segurança (Mohamed Hesham/Getty)

Local da explosão em frente ao prédio da Diretoria-Geral de Segurança (Mohamed Hesham/Getty)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s